Digital signage (MDOOH)

4 tendências de digital signage para o futuro próximo

Vivemos em um momento de intenso avanço tecnológico. Novas ideias são criadas e desenvolvidas a todo instante.

Com efeito, grandes novidades devem tomar conta do setor de digital signage em breve.

Assim, separamos algumas tendências que prometem vir com força na sinalização digital nos próximos anos.

Confira!

Tendências para o futuro: digital signage

1.      Novas telas e aplicações

Não é novidade o intenso desenvolvimento pelos quais as telas vêm passando nos últimos anos.

E as tendências já começam pelas próprias empresas fabricantes de telas.

LG e Samsung, principalmente, estão disponibilizando cada vez mais modelos profissionais para aplicações de digital signage.

Uma tendência que vem ganhando força são paredes de vídeo, ou vídeo wall, com as diversas configurações existentes que impactam e prendem a atenção do público.

Para o futuro, as telas deverão ficar mais finas e, deveremos ver a explosão dos e-papers, telas tão finas e flexíveis que parecem um papel e são capazes, inclusive, de serem dobráveis, sem falar no aumento constante de qualidade de imagem, resolução nativa e cores.

2.      Inteligência artificial como aliada

Segundo dados de um estudo da IDC (empresa de consultoria nas indústrias de tecnologia da informação o mercado de inteligência artificial movimentará aproximadamente US$ 50 bilhões até 2020.

Esse tema foi abordado, também, na SXSW 2018 (The South by South West Conference & Festivals), grande evento de inovação que ocorre anualmente em Austin, no Texas, Estados Unidos.

No digital signage, a inteligência artificial aparece, primeiramente, como ferramenta para analisar dados e aumentar a assertividade das mensagens veiculadas.
Os dados coletados do consumidor e seus hábitos de consumo são mais precisos e, com isso, a campanha pode ser ainda mais personalizada para seu público-alvo.

3.      Conteúdo mais interativo e responsivo

Com o avanço da tecnologia de fluxo de dados, a tendência é que as telas fiquem ainda mais responsivas e interativas.

O conteúdo não será montado apenas por pessoas. O próprio sistema poderá fazer isso a partir dos dados armazenados e consultas on-line.

Com a ajuda de inteligência artificial, sensores nos displays, feeds de dados de computadores e web, o conteúdo poderá ser ajustado e transmitido de acordo com as condições daquele local naquele exato momento.

Por exemplo, se estiver chovendo, a tela poderá divulgar uma mensagem publicitária de guarda-chuvas, capas, ou ainda, anúncios de chocolate quente podem ser exibidos em dias frios, assim como os de sorvete em climas quentes, tudo de forma automatizada a partir da detecção das condições meteorológicas.

Além disso, o conteúdo será desenvolvido com narrativas que transmitam mensagens relevantes ao público, com o uso crescente de storytelling, tendência no marketing digital.

4.      Integração é a chave

O futuro do digital signage passa pela integração das diferentes plataformas e meios que a pessoa usa em seu dia a dia.

A exemplo do que ocorre com os smartphones, é preciso procurar formas de estar presente não apenas nas telas, mas também, gerar formas de atrair a atenção do espectador.

E isso acontecerá com a ajuda de conteúdos interativos e responsivos.

Aproveitando as tecnologias já existentes associadas à criatividade, é possível ir mais longe e conquistar os resultados esperados com suas telas digitais em ações diferenciadas e que engajem o espectador, sejam através de um toque em suas telas ou através de uma interação “entre telas” com o uso do smartphone.

Gostou deste artigo? Continue acompanhando nosso blog e tenha acesso a mais dicas e informações sobre digital signage.

Até a próxima!

Postado por: INVIRON | www.inviron.com.br

Deixe uma resposta