Estratégias de marketing

Neuromarketing para digital signage

Sempre foi interessante para os profissionais de marketing entender o comportamento das pessoas para ajudá-los a tomar decisões assertivas.

A psicologia é parte desse processo, uma vez que pode interpretar as diversas reações humanas diante de algo que lhes cause repúdio ou empatia.

A neurociência avançou muito nos últimos anos e, com o auxílio de diversos recursos, passou a analisar melhor as inúmeras respostas cerebrais.

Um equipamento utilizado para estas avaliações já é bastante conhecido de muitas pessoas: a máquina de ressonância magnética.

O neuromarketing nada mais é que a união da psicologia, da neurociência e do marketing.

 

A sinalização digital e a neurociência

Conforme a tecnologia evolui, novos mecanismos vão surgindo para melhoria de processos e resultados. O digital signage é um deles.

Esse sistema de comunicação, feito por meio de painéis, já está presente em diversos setores e tem permitido uma interação cada vez melhor e maior com o público.

Quem não é atraído por um televisor enquanto aguarda ser atendido? E esse momento, na qual a pessoa está ociosa, é perfeito para a divulgação de campanhas publicitárias ou informações.

Sejam em locais públicos ou de espera, comércios ou restaurantes, instituições de ensino ou uma TV corporativa.

Com neuromarketing é possível garantir que as mídias DOOH (digital out of home ou mídia fora de casa) sejam aplicadas corretamente seguindo o comportamento do público:

  • Visual – muito se diz que as pessoas comem com os olhos, por isso um prato bem montado atrai mais.
  • Emoção –músicas ou mensagens que levam emoção ao cérebro e ficam na mente por mais tempo.
  • Tangibilidade – a apresentação mais real de um produto para que suas características sejam perceptíveis.
  • Contraste – a “materialização” do que pode melhorar depois de adquirir um determinado produto ou serviço.

Toda essa tecnologia associada ao poder do neuromarketing tem um grande efeito positivo e otimiza qualquer ação, seja o lançamento de um produto ou o fortalecimento de uma marca.

O consumidor é alcançado de uma maneira diferenciada, eficaz e agradável proporcionando retorno do valor investido.

 

A comunicação precisa chegar à mente do público-alvo

Essa é a finalidade do neuromarketing e do digital signage. Criar ações que alcancem esse objetivo são tarefas constantes dos profissionais de marketing.

O neuromarketing é muito utilizado pelos analistas, pois ajuda a medir as preferências do público consumidor.

A resposta a uma determinada pergunta nem sempre é verdadeira. Muitas pessoas, ao serem questionadas se gostam de um produto, dizem que sim. Isso é bastante comum.

Ao não se sentirem à vontade para dizer que o produto não lhes agradou acabam por mentir. É nesse momento que a neurociência faz a diferença, pois avalia o comportamento de cada um.

Além disso, esse método utiliza diferentes tecnologias de medição cerebral para chegar a conclusões sobre quais cores são mais apreciadas pela maioria das pessoas, por exemplo.

Todo esse processo indica o que a área de marketing deve fazer para atrair o cliente com uma comunicação mais eficaz, resultado das análises de como o cérebro processos estímulos externos.

Até mesmo os argumentos de venda são baseados na psicologia e na neurociência.

Afinal, é importante entender a mente das pessoas para saber vender um produto ou serviço.

Deixe uma resposta

ENTRE EM CONTATO