Digital signage (MDOOH)

Digital signage como aliado das redes de supermercados, em tempos de pandemia

Em pouco tempo, o mundo precisou adaptar suas formas de consumo, devido à crise pandêmica.

O marketing digital passou a ser uma das principais alternativas das empresas para a divulgação de suas ofertas, produtos, e/ou o modo com que estão ajudando a evitar a propagação do vírus, seja por meio de publicação em redes sociais ou de anúncios em peças de mídia exterior que, neste caso, vão de encontro ao público que sai de suas casas para cumprir tarefas essenciais.

O formato de venda também passou (e passa) por reajustes a cada dia. Diversas empresas adotaram o e-commerce para a venda de seus produtos, estabelecimentos adequaram seus pontos de venda (PDV) para receber clientes, com sinalizações e produtos de higienização, como álcool em gel, instituições de ensino se adaptaram para a prática de Ensino à distância (EaD), entre outras questões que entram na realidade de um “novo normal”.

Desse modo, ir às compras em PDVs, tem se tornado um hábito cada vez mais cauteloso, considerando as circunstâncias que estamos enfrentando.

Inclusive, a tendência é que, após esse período de quarentena, o ponto para a venda dos produtos se torne um ponto de experimentação e experiência, com fatores que vão além da relação produto-venda-consumo.

E, nesse caso, um dos maiores aliados, para uma elevação na experiência do consumidor, é o digital signage, como já mencionamos em outro artigo, que você pode ler clicando aqui.

Tendo em vista que a sinalização digital é um parceiro para uma comunicação direta com o público, podemos afirmar que sua utilização será eficaz não somente no período pós-pandemia, pois, é tão importante quanto neste momento de enfrentamento.

Vide os estabelecimentos que são essenciais e são frequentados por necessidade, como o caso de bancos, farmácias, clínicas, hospitais, supermercados, entre outros.

Estes locais e a forma com que lidam com o público podem ser otimizados ao utilizar esse tipo de tecnologia.

Pensando nesses fatores, listamos alguns pontos que, além de agregar valores às marcas perante o público, propicia uma precaução e cuidado com os frequentadores dos estabelecimentos.

E, neste artigo, falaremos especificamente de algumas dicas para redes de supermercados. Confira!

1   Painel de LED na fachada do supermercado

Ao contabilizar a quantidade de pessoas que estão no local, por meio do dispositivo de mensuração EdgeTracker e integrado a um sistema de gestão de conteúdos, mensagens informativas poderão ser exibidas em um telão de LED no exterior do estabelecimento, para indicar quando este já estiver em sua capacidade máxima, além de orientar as pessoas que aguardam para entrar.

2    Totem digital com dispenser para álcool em gel

Pelo fato de dispor de um compartimento para o álcool em geI, o totem é ideal para a higienização das mãos daqueles que estão entrando no estabelecimento, inclusive, há alguns modelos que dispõem de mecanismos que permitem que o jato seja expelido ao ser acionado com o pé, enquanto outros modelos possuem sensor de presença, que disparam jatos de acordo com a aproximação das mãos.

Como benefício adicional, durante esse procedimento, a tela embutida no totem poderá exibir informações relevantes para o cliente, como horário de funcionamento, orientação de como utilizar a máscara, aviso de procedimentos que estão realizando, entre outros.

3   Gôndolas digitais

Como uma das maiores aliadas do supermercado e dos clientes, as gôndolas digitais possibilitam que as pessoas localizem, com mais facilidade, as sessões e os produtos que procuram.

Sendo uma sinalização facilitadora, as gôndolas digitais permitem a geração de um engajamento,  dependendo do conteúdo, isso porque além de ser mais atrativa – devido à dinamicidade digital –, pode apresentar diversas opções de combinações entre produtos e/ou dicas de como os clientes podem utilizá-los, tendo o conteúdo alinhado e sincronizado conforme cada sessão do supermercado.

 

4  Menu board

No que diz respeito à otimização de tempo, facilidade de escolha e atração do público, o menu board (cardápio digital) pode ser considerado um destaque.

Essa afirmação é validada quando entendemos o cenário atual:

As pessoas estão em quarentena, evitando filas e exposições que não são necessárias. Ir ao supermercado é essencial, mas aguardar na fila para fazer seu pedido no açougue ou na padaria é algo que demanda tempo.

Nesse contexto, o menu board é um grande facilitador das redes de supermercados, pois, ao exibir informações do cardápio (opções de produtos, promoções, preços etc.) o cliente que aguarda ser atendido poderá antecipar a escolha do(s) produto(s) e, consequentemente, ganhará tempo ao ter um atendimento mais rápido.

Além de que, devido à dinâmica digital e a possibilidade de exibição de diversos produtos, poderá ser influenciado a comprar outros itens.

5  Telas digitais para organização de filas

De acordo com o estudo da Lavi Industries, quando os clientes estão diante de uma tela de digital signage que dispõe de um organizador de filas, a sensação do tempo de espera para atendimento pode ser reduzido em até 40%.

Esse fator aliado ao check out de um supermercado é muito positivo, considerando que as pessoas que estão na fila aguardando para efetuarem a compra e sua satisfação (e possível recorrência) se dará de acordo com a experiência vivida no estabelecimento.

Sob essa perspectiva, a atração das telas e a dinâmica e apresentação do conteúdo além de influenciar positivamente a experiência do consumidor no ponto de venda, irá organizar, agilizar o atendimento e entreter o público com as informações dispostas nas telas.

Comunicação efetiva com o público

A digitalização possibilita uma comunicação direta com o público e, considerando os fatores que as empresas varejistas, mercado como um todo e os consumidores enfrentam, viabiliza uma experiência de venda positiva e um consumo cauteloso, respeitando o cenário atual.

Além das dicas, como bônus, listamos alguns benefícios ao investir na comunicação digital no PDV, veja:

  • Eleva positivamente a experiência do consumidor;
  • Influencia diretamente na decisão de compra;
  • Fideliza o público, fazendo-o viver uma nova experiência de consumo;
  • O conteúdo pode ser sincronizado com o momento do consumo e alinhado aos produtos;
  • Possibilidade de segmentação da operação do canal, sendo a nível nacional, regional e/ou ponto de venda direto.

Deseja saber mais sobre essas possibilidades?

Entre em contato com nossos consultores clicando aqui. A Inviron é especialista em Comunicação Digital Integrada.

Deixe uma resposta

ENTRE EM CONTATO